3 comentários sobre “dialógos

  1. Boa noite, Antônio Carlos!

    Venho por meio de este segundo solicitação do amigo, via linkedin.

    Tenho um projeto de retomada do antigo cinema de minha cidade natal, Santa Adélia-SP.
    Essa luta com o poder público local já dura quase 6 anos, e não consigo convencer o prefeito a decretar o prédio (Particular) de interesse público!!! A intenção é reabrir o cinema em caráter municipal, com recursos de emendas parlamentares e ProaC-ICMS.

    Porém, a prefeitura alega não possuir recursos para a desapropriação, coisa que eu duvido. Mas nem com a proteção do imóvel eles se preocupam!!!!

    Minha intenção é encontrar uma forma de parceria entre o governo, estadual ou federal, e prefeitura, para compra do imóvel. Uma vez que o mesmo possui valor histórico e cultural, além de fazer parte da memoria afetiva da cidade.

    Agradeço se puder ajudar nessa questão.

    Um abraço e obrigado.

    Att.,

    Eder Delatore

    • Olá Eder,

      tomei conhecimento da tua empreitada.
      Não é pequena e de grande envergadura hein!
      Pelo que você me disse o prédio é particular e deveria ser reconhecido de interesse público pela prefeitura, todavia quem pode ajudá-lo melhor, considerando o tua perspicácia e poder de persuasão – é a câmara municipal que através dos vereadores podem se manifestar, indicando o prédio de interesse histórico para o município, sinalizando ao proprietário a isenção de impostos. É uma ação demorada e melindrosa, pois o direito a propriedade nesse país é um direito sagrado e sujeito aos interesses econômicos antes mesmo do interesse cultural. Essa ação junto aos vereadores pode ser encaminhada junto de um abaixo assinado destacando o interesse histórico/afetivo da comunidade. Na verdade um dossiê com dados históricos, fotos, e relatos dos munícipes para sensibilizar os nobres edis da câmara. Esse é um caminho.

      A segunda linha de ação – que pode/deve correr paralela – é criar uma Associação Amigos do Cine Adélia (não sei se é esse o nome) que traz consigo um carga simbólica forte e vai ajudá-los em todo o processo. A associação pode manter contato direto com o proprietário e saber se ele não se interessaria em promover o imóvel numa ação cultural, em regime de aluguel para continuidade do cinema. Por meio desta associação é possível elaborar projeto de manutenção do cinema/prédio – inclusive destinando parte do recurso para aluguel e os recursos de bilheteria – que devemos considerar também, serão simbólicos – ajudará na manutenção das atividades.

      Outra perspectiva, caso obtenhamos sucesso nas ações anteriores, é possível estabelecer um convênio ou termo de parceria com a Programadora Brasil – e a licença de 60 filmes nacionais do catálogo – ao preço simbólico de mais ou menos R$ 1.000 reais – faz tempo que não converso com ninguém de lá.

      Na sequencia uma programação com exibição e debates abertos com convidados para interpretação do filme exibido – do tipo cinema falado, ou outro nome que criarmos. Não esquecer também de uma programação infantil – a Programadora Brasil também possui – aos sábados e/ou aos domingos a tarde com um pipoqueiro na porta, etc.etc.

      Acho esse caminho – a conversa direta com os proprietários mais exequível – pois essa relação é perniciosa – de um lado o poder público solicitando o imóvel para interesse público, tem que pagar o que o proprietário pedir. Do outro lado, o proprietário sabendo que o poder público tem interesse, pede um valor – via de regra – bem acima do valor de mercado. E não adianta constituir avaliação, pois se chega neste impasse, o proprietário volta atras e tudo na estaca zero.

      Diferentemente se o proprietário é envolvido com a causa e dela pode aferir algum valor do tipo aluguel. Outra perspectiva também nessa direção é envolver os vereadores para indicar o título de cidadão para o rapaz – assim o ego inflamado contribui para o renascimento do cinema.

      Você deve ter mais informações e o histórico dessa tua empreitada.

      Para sensibilizar a população o melhor mesmo é envolver todo mundo na criação dessa associação, e daí, independentemente do espaço fisico a idéia permanece no ar.

      Vamos nos falando.
      Esse canal “dialogos” é para isso mesmo. Essa sempre foi a idéia da iddeia.
      meu email pessoal é antoniocarlospedro@gmail.com e da empresa é iddeiaculturaepesquisa@gmail.com

      Vamos em frente.
      Enquanto houver bambu, continuaremos manufaturando flechas.
      abraço fraterno
      Pedro

      • Olá, Antônio!

        Agradeço seu retorno e apoio.

        Como pode ver, a coisa é mais complicada do que parece… Principalmente pela falta de interesse e vontade do sr. prefeito! O prédio precisa ser urgentemente protegido como patrimônio histórico cultural e afetivo da população santa-adeliense.

        Existe uma lei municipal com essa finalidade, proteger patrimônio histórico, mas que não é usada!!! Minha sugestão é que seja decretado de interesse público e desapropriado – recursos o município dispõe, embora digam o contrario! Não há possibilidades de acordo com a família proprietária, hoje morando em São Paulo, não tem mais ninguém deles por aqui.

        O irmão que cuida da mãe, que é a proprietária – já confirmou o que eu temia: o prédio continua como está até que mãe estiver viva, depois, venda!!! O que será feito dele também não é surpresa para ninguém… Demolição! Por se tratarem de vários herdeiros, e nenhum deles estar mais nem ai pra cidade e pro referido imóvel, ele será vendido e rateado o dinheiro!

        Então o negocio é partir para a desapropriação e boa… Temos deputado a favor da causa e da desapropriação, mas tudo depende do prefeito!

        A intenção é cinema municipal, nos moldes dos que já existem pelo interior de São Paulo e Brasil. Gestão municipal ou privada, até abri uma empresa de exibição aqui na cidade com essa finalidade, caso fosse preciso!!! Não pretendo fazer nada relacionado com a Programadora Brasil, acho aquilo uma piada!!! Antes tivessem continuado os Cine Clubes, pelo menos eram mais autênticos!!! Hoje com esse negocio de Cine+Cultura, soube que existem escolas exibindo naqueles kits, filmes piratas que ainda se encontram em cartazes pelos cinemas do país!!!

        Bom, o negocio é não desistir.

        Vamos manufaturando nossas flechas e mandando-as para frente! Quem sabe uma hora acertamos no alvo!?!

        Obrigado novamente pelas dicas e disposição.

        Forte abraço,

        Eder Delatore

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s