Arte no Dique

Tenho pelo e no Arte no Dique – fragmento – parte nano infinitesimal da minha vida – conheci Zé Virgílio na Teia em Fortaleza, e a partir dali em determinado período atuei na gestão, e coloquei ali um grão de areia da minha competência profissional para fortalecer sonhos e esperança de pessoas maravilhosas, de um lado até então, desprovidas de cidadania, de outro absolutamente comprometidas com a vida, com o fazer saber, com a esperança que as coisas podem e devem melhorar. Zé Virgílio é dessas pessoas imprescindíveis na sociedade brasileira. Bora lá! sempre continuarei botando fé e energia nesse sonho coletivo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s