“Brasil em margens flácidas”

Samba de Aquiles da Vila e Rapha SP,  retrata sentimentos do país nestes dias repletos de incertezas. Parafraseando o Hino Nacional a letra da voz as angústias de brasileiros, frente aos ataques da corrupção que mancham a beleza, credibilidade e reputação da Nação.

Aquiles da Vila é arquiteto e compositor. Rapha SP é músico, intérprete e compositor. Ambos já assinaram sambas enredo de inúmeras escolas de samba do carnaval paulistano dentre elas,  Mocidade Alegre, Rosas de Ouro, Império de Casa Verde, Águia de Ouro, Mancha Verde e X-9 Paulistana.

“Como compositores, apaixonados pelo samba e pelo nosso país foi natural retratar o estado atual da nação por meio da composição de um samba. E, nada mais apropriado do que parafrasear o Hino Nacional, que faz uma brilhante exaltação ao Brasil, para mostrar que muitos dos seus versos não são tão verdadeiros assim”, conta Aquiles da Vila.

Em destaque importantes músicas que entraram para a história do Brasil ao fazer críticas ao estado das coisas , desde o período da ditadura como “Alegria, Alegria” de Caetano Veloso, “É” de Gonzaguinha, “Que País é Esse?” do Legião Urbana, “O Bêbado e o Equilibrista” na voz de Elis Regina – com tanta gente que partiu / num rabo de foguete…samba que marca uma época triste da nossa Pátria Mãe Gentil “Espero que este samba seja mais uma importante voz ao Brasil que queremos”, completa.

Ao longo da história, o samba e o carnaval teceram críticas sociais, ajudaram a formar opinião e conduzir mudanças. “´Aguenta mão, João´ e ´Despejo na Favela´ de Adoniran Barbosa,  ´Vai Passar´ de Chico Buarque entre outros. Já no carnaval, muitos lembram do antológico desfile da Beija-Flor, em 1989, com o enredo ‘Ratos e Urubus, Larguem Minha Fantasia´,  Joãosinho Trinta apresenta um Cristo Redentor coberto por plástico preto , e foi proibido de aparecer por conta de uma ação judicial impetrada pela Igreja.

O CONTRAPONTO QUE QUEREMOS:   Carnaval de 2017 a escola de samba Unidos de Vila Maria (SP) apresentará no Sambódromo (antigamente era Avenida), o enredo em homenagem aos 300 anos da aparição de Nossa Senhora Aparecida com a aprovação da mesma Igreja Católica”, finaliza.

Aquiles conta com auxílio luxuoso de Fábio Mattos para divulgação da musica brasileira, entrevistas e informações.

fabiobmattos@yahoo.com.br

 

 

 “Brasil em margens flácidas”

Brasil,

Pátria amada, idolatrada

Seu povo heroico retumbante

Nesse instante arde em margens flácidas

Em teu seio à libertinagem

Ofusca sua imagem

Sua verdade está na escuridão

Brasil,

Um pesadelo intenso

Mesmo tão imenso

A terra desce e clama por amor e esperança

Teu céu risonho e límpido padece

A imagem da tristeza resplandece

Gigante por natureza

Você vai acordar e o futuro trará de volta toda sua grandeza

Oh! Mãe gentil

Perdoai os que assolam o Brasil

Seus lindos campos já não têm mais flores

Diante tantos dissabores

 

 

Anúncios

Um comentário sobre ““Brasil em margens flácidas”

  1. Republicou isso em iddeia cultura e pesquisae comentado:

    Samba de Aquiles da Vila e Rapha SP, retrata sentimentos do país nestes dias repletos de incertezas. Parafraseando o Hino Nacional a letra da voz as angústias de brasileiros, frente aos ataques da corrupção que mancham a beleza, credibilidade e reputação da Nação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s