NÃO TEMOS QUE “TEMER” (sic) A MORTE

TUDO QUE MOVE É SAGRADO,

É PRECISO ESTARMOS ATENTOS E FORTES,

NÃO TEMOS QUE “TEMER” (sic) A MORTE.

A DEMOCRACIA É VIVA

patoNeste domingo, antes do almoço em família, conversei por telefone com amigo poeta Hamilton e dele ouvi um dos seus poemas de exílio que me fez chorar e rever na alma, a dor de um menino de doze anos assistindo no portão de casa os tempos de chumbo da ditadura. Mesmo sem entender o que representava tudo aquilo, esse menino sentia uma dor enigmática que somente mais tarde com a maturidade, descobriu revelada a dor pungente de tanta gente que partiu num rabo de foguete.

Lembrei das Diretas Já, de Sobral Pinto, Teotônio Vilela, Franco Montoro, Brizola, e tantos outros presentes no placar da Emenda Dante de Oliveira. Lembrei daquela noite triste voltando prá casa com os olhos raso d água. Mas lembrei também do comício que juntou 2 milhões de pessoas – da Praça da Sé ao Vale do Anhangabaú –  todos unidos para pôr fim a uma situação de flagelo que vivíamos enquanto sociedade, privada de seus direitos sagrados de cidadania. Então combinamos de um escrever pro outro prá dizer o que nos move para estarmos presente na rua nesta quarta feira 16 de dezembro de 2015.

diretas1

Aquele senhor ali da esquerda, atras da D. Mora, ao lado de D.Luci Montoro, é o Sr. Fernando Henrique Cardoso.

Estamos assistindo um folhetim conspiratório que se estende desde as ultimas eleições, no jargão futebolístico o famoso ganhar no tapetão. Estamos sendo  enganados por poderosos que não querem se submeter as regras do jogo democrático, autoridades que deviam manter a ordem e a boa convivência entre os seres e a sociedade, seguem surrupiando o direito sagrado dos que votaram, e já o fazem de maneira escancarada, e continuam apostando no quanto pior melhor, apostam no esgarçamento do tecido social jogando gasolina na fogueira, que todos sabemos, nos levará a todos a uma convulsão social. Querem nos colocar – toda a nação – de joelhos aos seus interesses econômicos financeiros, seguem querendo desrespeitar 54 milhões de votos. Não podemos ficar inertes assistindo traições inescrupulosas que irão nos afetar diretamente. As pessoas que desejam o impedimento da presidenta são de várias matizes de políticos e empresários corruptos que sangram os cofres públicos em benefícios próprio, são esses que se levantam contra Dilma.

diertas.2

O Menino Aécio, Tancredo Neves e Olha aí! Fernando Henrique despojado, e Sarney ao fundo

Estamos sendo, mais uma vez, enganado pelos poderosos. Isto nem é novidade, mas é necessário expor de forma clara as autoridades do executivo e sobretudo nós da sociedade civil organizada da necessidade de agirmos de forma pró ativa. Não dá para ficar assistindo um grupelho pequenino de vassalos e de pulhas, colocar uma nação toda de joelhos a receber migalhas de suas mãos. Eles não aceitam compartilhar seus lucros com a sociedade, e jogam contra a normalidade democrática do país. Não querem considerar que somos nós que na labuta diária produzimos a riqueza da Nação e a deles em primeira instância, e nesta batalha Trabalho X Capital não iremos abrir mãos de receber a parte que nos cabe, Morte e Vida Severina Vive, pois sem o trabalho não há capital. Não podemos permitir que grupos midiáticos que operam sob concessões públicas, recebam recursos públicos para trair o conceito de nação, de civilidade, jogando mentiras estapafúrdias, bombardeando diariamente a sociedade com mentiras estapafúrdias, com coberturas jornalísticas podres, mentirosas e asquerosas, o  mesmo se dá no jogo político partidário de interesses particulares. É disso que estamos falando.

Independentemente de filiação partidária, você será afetado pela ação desses atos canalhas e espúrios. Em 1964 o exército tascou o golpe, com o mesmo enredo que estamos assistindo agora, traições, conspirações, e jogatinas. Mudaram os personagens, mas o enredo é o mesmo, desta vez as cartinhas jocosas – escrita minuciosamente de modo parecer pessoal, mas todos sabemos ter sido a senha para empunhadura do golpe, desta vez um golpe  parlamentar, pois o exército já se manifestou, não entrará nesta aventura. Será?

Ulysses

Newtão, Ulisses Guimarês, Waldir Pires e Moreira Franco

Devemos defender o não impedimento, não só para defender o mandato da presidenta eleita com votos da população, mas tanto quanto o respeito do valor sagrado do poder que emana do povo e a ele deve se dirigir, e também pelo real motivo que é nos levar ao jugo da extrema direita, com retrocessos e perdas de garantias individuais.  A real intenção desse golpe é salvar a pele de vassalos que infringiram a lei, roubaram, e tentam desesperadamente colocar panos quentes em suas falcatruas, independentemente de partidos, e de um poder judiciário viciado, com representantes partidaristas que jogam descaradamente o jogo da vilania, desonrando a magistratura brasileira. Não podemos correr o risco e nem permitir que seja subtraído do povo o nosso valor maior que é continuarmos votando.

Assembleia+constituinte+88+fhc+lula+e+covas+5

As oposições governam Estados da federação a décadas e praticam todo tipo de desmandos, conchavos, corrupção, desvios de condutas com dinheiro público, e diversos outros tipos de pedaladas, a exemplo de São Paulo emblemático onde o governo rouba descaradamente no Metrô, na Sabesp, entrega recursos naturais sagrados da população como é o caso da água,  promove lucros estratosféricos com partilhas de dividendos nas bolsas de valores, as custas de racionamentos, tentam de maneira dissimulada privatizar a educação, oferecem prédios das escolas públicas a iniciativa privada, e nem por isso são destituídos do poder por meio de golpes. Ainda serão vencidos – acredito e será através de eleições e com votos nas urnas.

 

michel-temer

Papa Francisco ao lado Mimimichel temer, o traíra!!!! olha só a cara do Papa Francisco, nem precisa texto né?

Esse modo de governar não é diferente em outros Estados, essa prática,  esse jeito de (des) governar roubando  princípios e valores da sociedade, metendo o cacete e batendo em professores, tudo com verniz de intelectualidade é latente nesta oposição que deseja o golpe,  é o modus operandis da direita enrustida, disfarçada de Social Democracia.

Agora o medo desesperado de serem chamados a responder pelos seus atos,  tem promovido esta reação de apear do poder da nação, a representante eleita com 54 milhões de votos, diante disso se incomodam com as revelações a conta gotas e seletivas das falcatruas desse período obscuro.

Portanto, acho absolutamente necessário, estarmos todos juntos nesta quarta feira, exercendo o direito sagrado de nos manifestarmos contra este estado de coisas, e também de nos colocarmos em estado de vigília permanente, pois como escreveu Brecht: no inicio eles invadem o quintal da sua casa e levam uma rosa, se você não se manifesta, eles entram na sua casa e levam a sua dignidade, sua honra e seus valores espirituais. Não queremos distúrbios e muito menos uma convulsão social, para tanto é necessário que estejamos atentos e sem medo de temer a morte.

Antonio Carlos Pedro é gestor cultural, secretário-geral do ISL

a imagem da capa é de Cynira Meneses, e segundo Fernando de Morais deve receber  o reconhecimento d a melhor charge do ano.

Anúncios

Um comentário sobre “NÃO TEMOS QUE “TEMER” (sic) A MORTE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s