Bonita saia, Fernandinho!

Eu particularmente já usei sarong em várias ocasiões. Morava em Florianópolis e as festas na Lagoa da Conceição em pleno verão permitiam, além do conforto o astral vigente era muito aberto e cada um sabia de si, e todos muito preocupados em se divertir. Quer dizer…não é parâmetro para centros urbanos como São Paulo, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Recife, Salvador, Rio Grande do Norte e lá se vai…Melhor voltar para Lagoa da Conceição. O texto é leve e interessante. Boa leitura.

Argumento Cultural

“Tem home de saia,
Dentro do salão
Bota esse home pra fora,
Que é pra não dar confusão”

Homem de Saia – Trio Nordestino

Durante a Idade Média o normal era a moda semi-unissex. Todo mundo usava túnica. Só mais adiante as túnicas masculina e feminina diferenciaram-se e delimitaram uma fronteira clara e inatravessável no vestuário: HOMEM NÃO PODE USAR SAIA. Os excessos vistos no período anterior, com muitos bordados, corpetes, perucas e tecidos muito trabalhados, foram deixados de lado. As influências vinham da vida inglesa no campo, que atingiu a vestimenta masculina no sentido de sobriedade. Eles passaram a usar casacos de caça ingleses, botas e calças cada vez mais parecidas com as de hoje. Ou seja, se comparado com toda a história da vestimenta, a calça é um fato bem recente.

Este assunto é tão antigo quanto a própria civilização ocidental, mas ainda é capaz de mover calorosos debates…

Ver o post original 549 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s