Ney Matogrosso joga na lata de lixo sua trajetória artística

Publicado originalmente pelo colega Paulo Nogueira do Diário do Centro do Mundo, as opiniões do artista é de uma sopa de letrinhas ouvidas ali e acolá dos pseudo intelectuais contratados pelo Instituto Millennium. Sinto uma tristeza profunda. Falo a verdade. É triste ver uma pessoa que representou a arte em sua vertente mais pura, falo da qualidade estética dos seus shows, repertórios etc.etc., de uma hora prá outra jogar sua trajetória na lata de lixo.  Vale a pena ler o texto do Paulo, sensato equidistante, sobretudo equilibrado.
Boa leitura!!!!
Postado em 11 mai 2014

Vítima da mídia

Animada controvérsia em torno de uma entrevista para uma emissora portuguesa na qual Ney Matogrosso faz um retrato desalentador do Brasil.

Me pedem que analise a entrevista, e aqui vou eu.

Primeiro, é necessário entender Ney Matogrosso. É um homem sensível, de consciência social, a quem a desigualdade claramente incomoda.

Ele não é, portanto, um fanfarrão como Lobão ou Roger do Ultraje, para ficar no universo dos cantores.

Ney Matogrosso diz, a certa altura, que gostaria de poder traçar um quadro mais alegre do Brasil, e deve-se acreditar nisso.

Ele fala sentido de Amarildo e dos desvalidos brasileiros removidos de suas casas humildes por conta de obras da Copa.

Como discordar aí?

O custo social da Copa, expresso nos removidos e nos operários mortos nas obras em razão de condições precárias de trabalho ou excesso de pressa por causa do mau planejamento, bem, este custo haverá de nos assombrar por muito tempo.

Quando algumas pessoas afirmam que a hora de protestar contra a Copa era quando ela foi anunciada, ignoram que ninguém sabia, então, da dimensão do custo social.

Onde começam os problemas do desabafo de Ney?

Quando ele envereda pelo campo da corrupção. Vê-se, aí, que ele sofreu e sofre uma brutal lavagem cerebral da mídia. Ele, essencialmente, reproduz colunistas e editorialistas do Globo, da Folha e do Estadão. Provavelmente seja vítima, também, do veneno da Globonews.

Ao longo da história, a mídia – que sempre representou os privilégios – invariavelmente recorreu à corrupção, não raro inventada, para sabotar administrações populares.

Foi assim com Getúlio e seu mar de lama. Foi assim com Jango, objeto de copiosas acusações de corrupção. E tem sido assim com Lula e Dilma.

A classe média, historicamente, se comove quando o assunto é corrupção. É relativamente fácil manipulá-la dizendo que você vai acabar com a corrupção.

O PT só não foi derrubado – pelas urnas – em 2006, com o uso calculado da corrupção para minar Lula, porque brasileiros simples entenderam, do seu jeito, que os moralistas estavam tentando bater sua carteira. Se dependesse da classe média, Lula não teria sido reeleito.

Ney Matogrosso é um dos brasileiros massacrados pela mídia. Isto ficou claro.

Um fator que agrava o quadro é a idade de Ney Matogrosso. Ele não é um homem da era da internet. A mídia digital é um formidável contraponto ao jornalismo das grandes empresas jornalísticas.

A geração de Ney Matogrosso é a geração do papel – jornais e revistas – e da televisão.

Para conhecer o outro lado das coisas, Ney Matogrosso tem apenas um caminho: a internet.

Fora disso, ele vai continuar a repetir as coisas que a mídia tradicional impinge a tantos brasileiros. E se autocondenará a agir como um clássico “analfabeto político”.

Anúncios

2 comentários sobre “Ney Matogrosso joga na lata de lixo sua trajetória artística

  1. Como que alguém pode criticar o Ney por falar o que pensa e sente? Se fosse você o intrevistado, provavelmente iria falar só sobre praia, mulher bonita e Neymar. Ridículo você!
    O cara é cidadão brasileiro e paga impostos. Tem o direito de falar e reclamar do que quiser. Na verdade o Ney Matogrosso foi mais macho que todos vocês alfabetizados da política. Não entendo este ódio. To achando que o Paulo Nogueira é parente da Dilma.

    A trajetória artística do Ney Matogrosso é digna do seu e do nosso respeito e vai continuar sendo assim. E que papo furado é esse de que se precisa da internet pra formar opinião? Você que se acha moderno, com certeza não viveu no militarismo brasileiro, não comprava LPs do Chico Buarque, do Juca Chaves, do próprio Ney e de outros gênios ativistas da “velha” MPB. Você vive numa grande mentira chamada Web, que ao contrário do que você acredita, na verdade escraviza o ser humano. Você se esconde atrás de um computador e, ali, passa o dia inteiro escrevendo bobagem ou se masturbando. O Ney teve a coragem de mostrar a cara na TV e falar o que pensa. Dúvido muito que você faria isso.

    Você está certo ao dizer que o Ney Matogrosso é das antigas. Mas o Brasil de hoje, o teu Brasil, o Brasil dos internautas é um lugar vicioso, covarde. E usando a palavra “corrupção” que senhor Paulo Nogueira não gosta… A internet, do jeito que está formatada, está e continuará corrompendo a sociedade e a família do planeta.

    Finalizando: RESPEITEM OS MAIS VELHOS!

    • Prezado Duda, Não sei tua idade, mas tenho quase – não absoluta certeza, que sou mais velho que você.O que não representa absolutamente nada em nosso diálogo.
      Exatamente pelos entremeios da tua mensagem é que publiquei o texto. E acho mesmo que muitos dos nossos queridos ídolos e artistas com os quais crescemos admirando e nos representando, estão jogando suas trajetórias a lata de lixo da história. Acabei de posta uma reflexão sobre a repercussão do ultimo post. Passa lá, dá uma lida e depois continuamos nossso diálogo.
      abraço fraterno
      Pedro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s